Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

CRÓNICAS DA ABELHA MAIA EM MISSÃO HUMANITÁRIA – QUÉNIA: Crónica 5

</span>
----------------------------------------------------------------------------------
cronicas do quenia - 5 -
----------------------------------------------------------------------------------
Jambo!
Algumas fotos ja estao em Portugal! Ja comecei a trabalhar para o projecto do curso de fotografia e levei a minha camara velhinha para Lamu...
Depois de insistentes pedidos, junto fotos da casa em Nairobi.
É importante referir que descobri as teclas com é, ç e è. Estavam mesmo bem escondidinhas, demorei quatro meses para as encontrar. Ainda nao consegui descobrir os acentos para os as, e os os...
Uma pequena informacao: o meu numero de telefone agora e + 254 733 xxxxxx.
Maia
----------------------------------------------------------------------------------
Convidados para o pequeno almoco...
O Quenia é, apesar de tudo, o pais mais estavel desta regiao. Os conflitos etnicos sao esporadicos e a situacao nao se compara com a dos paises vizinhos na zona dos grandes lagos! Pelo menos por enquanto... Em 2002 ha eleicoes e “as coisas estao a aquecer”. A maior parte das pessoas que por ca passam, nomeadamente os turistas que vem aos magotes, nem se apercebem que estao numa “panela de pressao”.
Para a MSF, este escritorio tem funcionado como o ”Regional Office for East Africa.
Nairobi dispoe de excelentes ligacoes aereas com a Europa, o resto de Africa e a Asia. O resultado esta a vista: praticamente todos os dias ha pessoas de passagem a caminho do Burundi, do Sul do Sudao, da Etiopia ou do Uganda. E essas pessoas “em transito” vem ca a casa – a Guest House de Nairobi!
Como a maior parte dos avioes chegam da Europa bem cedinho, por volta das sete e meia tenho convidados para o pequeno almoco.
Levanto-me, vou correr a meia hora do costume (1 minuto de corrida , 29 de caminhada...) e depois do duche... toca a campainha!
-
Ola! Eu sou a Abelha Maia e tu? Fizeste boa viagem?
Passados alguns minutos de interrogatorio mutuo, ja sei quem tenho a minha frente. Com um pouco de sorte até da para conversar!
Ansiosos por comecar, assustados com as ultimas novidades, confusos; medicos, enfermeiras, logisticos, jornalistas, responsaveis de programa em visita para fazerem analise da situacao; eles vao passando a caminho das missoes.
De regresso, normalmente fazem escala em Nairobi e dormem ca em casa.
Cansados, tristes por terem acabado a missao, aliviados porque chegaram ao fim, perdidos no conforto ocidental desta grande cidade, entusiasmados com o que encontram no supermercado, “de boca aberta” quando eu digo: - japones, chines, italiano, libanes... que restaurante preferes? - a falar ininterruptamente da realidade que deixaram para tras, passam, a caminho do “debriefing” em Paris.
Ja se tornou uma rotina.

Enfim so!
Claro esta que nao é assim todos os dias!
Hoje, por exemplo estou sozinha em casa!
O Eric foi para a Liberia montar um campo de refugiados, volta daqui a duas semanas.
O Karim, medico antropologo que veio ca como consultor para um dos programas em Homa Bay foi embora ontem a noite.
O Jerome, responsavel logistico do programa nutricional em Ngozy, no Burundi, esteve ca em casa durante a semana de repouso e foi embora hoje.
Tomei o pequeno almoco com ele e com o Renau, logistico que acabou a missao em Kayanza, também no Burundi.
Acompanhei-os a porta e vi-os partirem no taxi...
Fechei a porta, olhei para o relogio e ...
- O.k., sao sete e meia e estou sozinha! Ooops, estou sozinha em casa. Que susto, nao estava a espera! Assim, de repente, nem sequer me preparei. O que é isto que estou a sentir? É panico? Talvez... Acalma-te, Maia! Calma!
Bem, as nove tinha aula de kiswahili, por isso voltei para a cama, para ler um pouco... adormeci.
Quando acordei o panico tinha passado e senti um enorme alivio. Estava sozinha. Uau! Posso ficar em casa, passar o Domingo entre a sala e o jardim, a apanhar sol, a escrever, a ler, coisas simples que so da para fazer quando nao ha pessoas por perto, com historias interessantes para contar!

Abelha Maia
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 05:32
link do post | comentar | favorito

ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Era uma vez...

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Novembro 2017

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds