Sábado, 5 de Abril de 2008

Paredes de Papel

Não conheço os meus vizinhos. Moro nesta casa há onze anos e não conheço nenhum. Nunca fiz questão de os conhecer. Diplomaticamente dou-lhes os bons dias e as boas noites, reconheço-lhes a fisionomia e os nomes, mas não sou amiga de nenhum. Contudo, sei-lhes os hábitos melhor do que os dos meus próprios amigos, a vida quase tão bem como a minha, os gostos quase de cor.
A vizinha de cima, mulher sozinha e mãe de um filho já homem, avó de uma neta pequena, fala noite adentro ao telefone. Começa a conversa à uma hora e prolonga-a até às três. Ás vezes, sai, também, à noite e chega tarde a casa conduzida por uma amiga que a deixa, impreterivelmente, às quatro da manhã.
Já o filho da vizinha de baixo, rapaz, aí, para uns vinte e sete anos, costumava chegar às cinco. Faz tempo que não o vejo e que não lhe sinto o bater da porta a essa hora da madrugada o que me leva a pensar que talvez tenha casado, quem sabe.
A vizinha do lado é estrangeira. Tem o sotaque rude (que me é tão familiar!) do norte da Europa. Dessa “cultura bárbara” herdou também a intolerância e a exigência por aquilo que nem ela própria consegue cumprir. Desloca-se sempre de bicicleta, é dada a depressões e já se tentou suicidar.
Do outro lado vive um médico. Deita-se cedo e levanta-se mais cedo ainda para passear os seus três melhores amigos: os dois cães e a mulher. Gosto destes vizinhos. Gosto do seu companheirismo de longa data, gosto das rugas e das feições magras da mulher, do seu sotaque também estrangeiro (mas desta vez, do sul), do ar robusto e sério – honesto – do marido. E gosto dos cães. De um enorme que já morreu, de pêlo crespo e farfalhudo a esconder uns olhos que se adivinhavam meigos e fiéis, e de um que se passeia agora com outro que não gosto, igualzinho a esse, mas em ponto pequeno.
Poderia ainda falar-vos da vizinha que sofre de osteoporose (lindíssima quando era nova! De fazer inveja à mais bela estrela de Hollywood!); do vizinho que mantêm a mesma amante há anos; ou ainda daquele outro que bebe “socialmente” um copo a mais. Tudo isto sem os conhecer. Tudo isto sem eles me conhecerem a mim. Porque as péssimas construções em Portugal, meus caros leitores, “promovem a convivência”, “facilitam as relações”, “fomentam a integração”! E pergunto-me, sinceramente, por entre estas paredes de papel, por onde a privacidade é nula, por onde se sabem vidas, por onde se ouvem histórias, quantas eles – os vizinhos que não conheço – não saberão [lamentavelmente] sobre mim!



[Também postado aqui]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:34
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De José M. Barbosa a 6 de Abril de 2008
Inteligentíssimo.
Muito bom mesmo.
Z.

Comentar post


ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Era uma vez...

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Novembro 2017

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds