Quinta-feira, 2 de Junho de 2005

Não há pachorra!

Pois que me apetecia ter um amigo, sem merdas nem inseguranças, nem medos nem depressões que me fizesse companhia nas coisas simples da vida, que são as idas ao cinema, as noitadas nas discotecas ou os passeios no Parque da Cidade.
O que é feito dos machos de barba dura que não abalam na tristeza, nem secumbem na adversidade, que nos abrem a porta do carro e que nos acompanham a casa, ficando ali, a velar por nós, até que o nosso aceno desapareça na segurança do hall da entrada.
É que já não há pachorra para tristezas, que essas já bastam as nossas, pois se Deus nos dotou de hormonas histéricas, dores de parto e sangria mensal, poupe-nos agora do que é suposto ser anti natura e de ter de aturar machos sensíveis!

Não é que, nos últimos tempos, tenho vindo a constatar que já não se fazem homens como antigamente e que essas mudanças nos machos são tudo menos positivas?
Ora vejamos: sábado à tarde, estamos nós prontinhas - e sem ir a lado nenhum - pegamos no telemóvel e procuramos o amigo que pensamos ser a companhia perfeita para a altura. Marcamos o número do XY1. O sinal de chamada toca uma, toca duas… onze vezes até que dispara a caixa de voz, ai, que não há pachorra! Dez minutos depois, estamos nós, novamente, a consultar a lista de potencias companheiros para essa tarde e beep, entra-nos uma mensagem escrita no telemóvel. Esperançosas de uma mensagem do género “estou no duche, já te ligo”, sai-nos uma do tipo “querida X, espero que estejas bem. Não me leves a mal, mas eu não estou e não me apetece falar com ninguém. Fica bem, um beijin…” Foda-se! Às cinco da tarde de um sábado de sol radiante, um gajo, sim UM GAJO, não está bem?? E nem lata tem de atender e de − depois de ter aproveitado para desabafar − nos mandar bugiar, porque isso sim, seria o que nós, seres detentores de dois cromossomas X, faríamos!
Seja! Tentemos, então, o XY2 que é um tipo porreiro e divertido q.b., nada dado a essas coisas. A cena repete-se. Ao quinto sinal de chamada já estamos nós a bufar e quando nos atende a caixa de voz só nos apetece dizer “caralhadas”, ai, que porra, porque é que este caralho não atende?! Furiosas, ligamos outra e outra vez! Mas nada. Deste, nem uma mensagem de retorno a desculpar-se da crise − da qual só ficamos a saber mais tarde por outro amigo −, pois que isso cria stress e para stress já basta o com que ele está.
E assim, percorremos os amigos, todos, da lista, numa busca em vão de − boa − companhia, e damos por nós, já lá fora é noite escura, que se lixe, vou sozinha, nem que seja ali ao shopping que agora quem está com a telha e irritada sou eu!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:27
link do post | comentar | favorito

ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Era uma vez...

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Novembro 2017

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds