Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

"– Quero cozinhar para ti…"

© Foto: ? / Na foto: Chris Noth

– Promessas, promessas…!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:39
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Simão, o exagerado

Personagens:
• Simão
• Eu
• Avó
• Empregada
• Avô (como figurante)
• Mãe do Simão (como figurante)

Cenário:
A avó materna espatifou-se pelas escadas abaixo. Queixava-se de um braço, por isso chamou-se o 112. Foram executados todos os procedimentos da praxe: depois de imobilizada, foi colocada numa maca para ser transportada para o hospital.
Já no carro do INEM, ouço o Simão fatalista, do lado de fora, sussurrar, pesaroso, à empregada:

Acção:
– Pronto! Já está ligada às máquinas!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

À tua espera

© Foto: ? / Na foto: Ana Beatriz Barros

Onde estás, Meu Amor, para me aqueceres deste vento gélido, se não com os teus braços envolventes, com o aveludado quente da tua voz?
 
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:38
link do post | comentar | favorito

Na Caixinha de Música

Vicente Amigo & El Pele - Hable con Ella
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:37
link do post | comentar | favorito

A Ilha

© Foto: ? / Na foto: Adriana Lima

Estou isolada no meu próprio quarto. O único lugar quente e seco, deste oceano gelado que é a minha própria casa.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Tenho andado...

por aqui, entre outras coisas, a falar do "melhor do mundo" que pelos visto parece que é também "intocável": era só o que faltava!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 19:23
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Olá...

© Foto: ? / Na foto: Sienna Miller

tenho estado a recuperar... mas estou de volta!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 01:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

E não é que o tipo foi mesmo entrevistado pela televisão?!

O Simão apareceu na RTP1, no Jornal da Tarde, um destes dias.
E, pronto, é nestas ocasiões que perdemos a total capacidade de discernimento e ficamos embevecidos com a meia dúzia de palavras tímidas que as nossas crias balbuciam para as câmaras.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

Posologia

© Foto: ?

Este meu período de recobro não tem sido fácil, queridos leitores. Desde a Fátima Lopes e o Manuel Luís Goucha de manhã, passando pela Júlia Pinheiro, o Nuno Graciano e a Maya à tarde, às telenovelas da noite, são penosas as pastilhas que tenho vindo a engolir durante estes meus dias de convalescença na cama.

[também postado aqui]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Contra-sensos de uma operação

Espetaram-me agulhas, enfiaram-me tubos, massacraram-me a pele, violentaram-me as veias, infligiram-me dor, privaram-me de alimento, interditaram-me a água, proibiram-me a companhia, desnudaram-me os órgãos, induziram-me o sono, cortaram-me o corpo, cozeram-me a carne, provocaram-me o despertar, alteraram-me as rotinas, violaram-me a intimidade, obrigaram-me a agir como não tinha vontade… e eu agradeci. Convicta e sinceramente, agradeci terem-me tratado tão bem.

[também postado aqui]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:46
link do post | comentar | favorito

Eu hoje queria, era adormecer assim...

© Foto: ? / Na foto: Emmanuelle Béart
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Prefiro sempre dizer "até já"

Não podia deixar de escrever algumas palavras sobre a saída do Paulo Pinto Mascarenhas da Blogosfera. Sei que este afastamento é pelas melhores razões, mas, mesmo assim, entristece-me. Sinto uma espécie de nozinho na garganta, o mesmo que sentimos quando vemos um jogador excepcional deixar a selecção.
Porque é inevitável, quando falamos da Blogosfera nacional, a associarmos ao Paulo, sem ele, ela ficará manifestamente mais pobre. O Paulo foi um dinamizador, um caça talentos (
como diz o Henrique), um defensor apaixonado deste “novo” meio. O seu nome e a sua dedicação ficarão para sempre a ele ligados.
E para me despedir dele aqui, na própria Blogosfera, nada melhor do que relembrar as suas palavras:


Em Portugal, escrever sobre blogues é como ler o País que temos. A nossa blogosfera tem todos os defeitos da sociedade portuguesa, mas acrescenta liberdade ao debate democrático. Exagerar a importância dos blogues é tão absurdo como tentar desmentir a sua influência na agenda mediática.
Aliás, entre jornais e blogosfera existe uma relação de duplo sentido, num círculo que pode ser virtuoso. Numa altura em que alguns afirmam que o papel está condenado a longo prazo, os blogues – ou os seus autores – provam que existem milhares de potenciais leitores de jornais. Tentar reduzir os blogues a uma fonte de calúnias, difamação, boatos e teorias da conspiração, sobre o manto do anonimato, é algo que exibe uma ignorância em estado puro. Ou má-fé.

Difamações e teorias da conspiração – que sempre existiram sobre outras formas menos sofisticadas – podem ganhar o poder da palavra publicada num novo meio de comunicação, alcançando uma audiência que ultrapassa o controlo das antigas elites. O que antes era apenas sussurrado nas conversas privadas entre políticos, jornalistas e demais privilegiados obtém agora uma circulação, digamos, «mainstream».

Mas se os blogues podem funcionar como veículos de boatos, também podem ser poderosos instrumentos da sociedade civil na fiscalização do poder político. Foi a partir da blogosfera que nasceu a contestação ao aeroporto da Ota e foi num blogue que surgiu a investigação sobre a licenciatura do primeiro-ministro numa universidade depois encerrada. Por outro lado, os blogues foram adoptados como instrumento de comunicação alternativo por muitas figuras públicas, que cedo intuíram a relevância do meio no mercado das ideias ou na marcação da agenda. Em sentido inverso, contribuíram também para uma maior concorrência na opinião tradicional: novos colunistas saltaram directamente dos blogues para os jornais e revistas nacionais.

Convém salientar que a dimensão deste choque tecnológico não se esgota na análise política. Longe disso. Basta lembrar que, antes de serem famosos, os Gato Fedorento mantiveram um dos blogues de maior audiência. Da arquitectura à gastronomia, da pintura à fotografia, da educação à economia, vale a pena estar ligado. É este o meu primeiro objectivo: ligar os leitores do Negócios aos melhores textos publicados nos blogues nacionais. Vale a pena ler o País e o mundo a partir do que se escreve na blogosfera.
[Paulo Pinto Mascarenhas,
no Jornal de Negócios Online]

E vale a pena entrar nela – para mim valeu (e muito!) – para conhecer pessoas como o Paulo Pinto Mascarenhas.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Bilhete Postal 3



publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

Percebes, agora, por que não me importo de ter asas?

© Foto: ? / Na foto: Adriana Lima

Sim, é verdade, este Natal aumentei um nadinha as medidas.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 19:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Simão e o Pai Natal

Personagens:
• Simão, 8 anos
• Mãe do Simão
• Eu (como narrador)

Cenário:

Este ano, pela primeira vez, o Pai Natal não apareceu em casa da minha família. Ninguém se fantasiou, ninguém fez “OH OH OH…”, ninguém fingiu descer pela chaminé às zero horas do dia 25 de Dezembro. Tal, deveu-se ao facto do Simão – que é o membro mais novo do clã – nos ter confessado ao jantar que já não acreditava na personagem.
A mãe, fingindo-se indignada, argumentou:

Acção:
– Mas, então, se já não acreditas no Pai Natal, por que ainda lhe escreves cartas a pedir presentes?
E ele injustiçado:
– Por que é que achas?! Olha, porque me obrigam na escola!
[também postado aqui]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:43
link do post | comentar | favorito

ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Sofia Bragança Buchholz

Era uma vez...

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds