Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Simão e os Tempos Modernos

Personagens:
• Eu (como narrador)
• Simão, 7 anos (em intervalo, no estudo para o teste de amanhã)

Cenário:
Num caderno de trabalhos de casa o Simão tem anotadas as revisões da matéria para o teste de Estudo do Meio, do dia seguinte. A temática é os animais, a sua classificação, deslocação, alimentação e reprodução.
Folheio-o, e, numa das páginas, posso ver escritos com uma caligrafia mal desenhada os seguintes exemplos:

Acção:
Homem: são mamíferos, nascem no ventre da mãe, têm o corpo coberto por pêlos, deslocam-se andando e comem carne e plantas.
Galinha: são aves, nascem de ovos, têm o corpo coberto de penas, deslocam-se andando e comem grãos.
Cão: são mamíferos, nascem no ventre da mãe, têm o corpo coberto por pêlos, deslocam-se andando e comem ração Royal Canin Júnior.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Desabafos: um nojo de mundo

Chego a casa e, num movimento automático – uma busca, talvez, instintiva de companhia – ligo a televisão.
Desde o pai que manteve a filha em cativeiro numa cave durante 24 anos, passando pelo atentado em Gaza que vitimou uma mulher e quatro crianças, da rede de trabalho escravo para Espanha, da falta de segurança nas esquadras (e não só), até ao novo e violentíssimo jogo de computador que retrata o submundo do crime… as notícias seguem-se, umas atrás das outras, num desfilar assustador e enojante de desgraças.

[também postado aqui]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 01:59
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Abril de 2008

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Na foto: ? (VS show) / © Foto: ?
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 22:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 26 de Abril de 2008

Sufoco

Sinto no peito um aperto, uma vontade incomensurável de o transcrever em palavras, como se, se não o fizesse, implicasse explodir de angústia.
Sinto na alma uma tristeza infinita que me cega a razão, me bloqueia a lucidez, me tolhe a capacidade de organizar o pensamento. Me impede de ordenar as ideias, estruturar os raciocínios, criar frases.
Sinto no corpo uma imensa saudade tua, que me dói como gumes dilacerando-me a carne tenra, como punhais expondo o meu amor em ferida aberta.
Porque [Meu Amor], trago, para sempre, cravado na minha pele em brasa, o gélido ferro da tua indiferença.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:40
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Porque eu acredito em Fadas

© Foto: Ed Fielding Photography/ Bryan Ferry Live @ Preston Guildhall


O meu velhinho de estimação (leia-se, Bryan Ferry) vem novamente a Portugal, para um concerto no Casino de Espinho dia 17 de Maio. Os bilhetes, com jantar incluído, custam 150 euros.
Vi-o no ano passado, em Julho, num concerto belíssimo no Vila Sol SPA & Golf Resort, no Algarve, por 30 euros. Um roubo portanto esta quantia cobrada pelo Solverde.
Será pouco provável (mas não se esqueçam que eu acredito em Fadas), e como um blog serve também para isto, se alguém, por alguma razão, tiver bilhetes de borla e os quiser vender por um preço mais razoável (dispenso o jantar), podem escrever-me para o endereço de mail aí ao lado, na barra lateral. Eu agradeço.
 
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:12
link do post | comentar | favorito

My Only Love

Roxy Music - My Only Love

 

Do I ever wonder?
More than words can say
Heaven knows it´s hard enough to pray
Let me tell you something
There´s a change in me
Even now you´re gone you´ll always be
My only love

Does it seem so funny
For a fool to cry?
Do you know the meaning of goodbye?
There´s a river flowing
By a willow tree
When you need to know remember me
My only love

Let me tell you something
More than words can say
But they´re all I have, no other way
There´s a river flowing
By a willow tree
When you find you´re there remember me
My only love

My Only Love, letra de Bryan Ferry
 
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:40
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

A Apanhada

Na foto: Adriana Lima; © Foto: ?

Há três mil, duzentos e sessenta e seis dias que, de olhos vendados, conto, enquanto te escondes.
Percorres, calmamente, a minha vida, sem pressas, abrigas-te descontraidamente no meu armário – nesse onde guardo os esqueletos –, debaixo do meu tecto, sob os meus lençóis. Finjo-me de olhos tapados, enquanto enumero mentalmente o tempo gasto nesta brincadeira: um, dois… oito anos perdidos, de olhos fechados, duzentas, trezentas, quinhentas mil vezes de indiferença ao meu esforço, ao meu empenhamento neste árduo faz de conta. Continuo, já errante no cálculo, de cabeça contra as paredes, a deixar-te ocupar o meu quarto, a minha sala, o meu coração sem poder apanhar-te, eu a apanhada , porque no momento em que o fizer, ambos sabemos, Meu Amor, que inevitavelmente o jogo acabará.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:42
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Abril de 2008

Na Redoma

© Imagem: Vladstudio (click na imagem para ampliar)

Lunata tem estado silenciosa. Fechada no seu mundo da Lua. Já não vê razões para de lá sair; para rever Demiurgo, procurar Paquito, estar com Pato Preto.
Chove na Terra e Lunata abriga-se, indiferente, na sua cratera. Faz vento, e ela nem sabe, porque na Lua não venteja. Revolta-se o mar, e ela nem imagina. Protegida no seu manto branco, ela não corre riscos. Não sofre. Não sente.
Pena é que, quando desabrocharem as flores, ela não vá presenciar tamanha beleza!
tags:
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 05:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Abril de 2008

Darling, My [poor liar] Darling!...


The English Patient

– Promise me you'll come back for me [My Darling Love!].
– I promise, I 'll come back for you. I promise, I'll never leave you.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:41
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

New blog on the block

O Ciberescritas, um blogue do PÚBLICO, escrito pela Isabel Coutinho.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:31
link do post | comentar | favorito

Blogosfera, um problema para as empresas ou um novo universo para as relações públicas?

Imprescindível ver:


Terceira edição das Conversas Unicer

O objectivo das Conversas Unicer é debater a Comunicação Institucional e a Gestão Empresarial.
Os temas discutidos prendem-se com os múltiplos patamares do processo de comunicação das organizações e com as suas etapas estratégicas.
Saiba mais sobre o assunto aqui

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Post Politicamente Incorrecto

Foto retirada deste blog

Acordei a redigir uma reclamação num livro de reclamações. Maçada, sem paciência, aborrecida com o formalismo que o acto implica e indignada com a causa que me motivara a fazê-lo.
Sonhava com a piscina da Granja. Com a minha piscina da Granja onde, na infância, passei verões inteiros a dar mergulhos e a engolir pirolitos. Esse lugar elitista onde outrora só entrava quem tinha pedigree e poder de compra e que era a garantia de um dia bem passado no prazer da boa convivência, de níveis de cloro aceitáveis e espreguiçadeiras suficientes à disposição.
Depois de lhe terem retirado as pranchas, de a terem proletarizado através de um sistema de preços que a tornou acessível a qualquer um, de lhe terem retirado o “poço” de largos metros que tanto me fascinou, de terem abolido o trampolim, esse ultimo símbolo (capitalista?) sobrevivente à revolução de Abril, mas agora aniquilado definitivamente pela globalização e as suas normas, tinham-na, no meu sonho, transformado em dois tanques tão baixos e de comprimento tão ínfimo que era impossível dar duas braçadas, mas que, em compensação, eram seguríssimos. Mais: todo o restante edifício fora transformado em moderníssimas salas de aulas onde eram ministrados por sumidades internacionais seminários teóricos sobre natação.
Já não é a primeira vez que sonho com a piscina da Granja. Com a minha piscina da Granja. Da última, tinham-na transformado num jardim zoológico. Deve-me ter ficado na memória aquele dia, há uns anos, em que lá fui e vim corrida pela macacada em que aquilo se transformou. Mas desta vez não podia deixar passar; era urgente agir. Era imprescindível redigir um protesto! Nem que fosse à entidade responsável pelo meu subconsciente.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Coisas que combinam comigo


Bagagem Louis Vuitton desenhada para o filme "The Darjeeling Limited"
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 13 de Abril de 2008

Simão e as Verdades [quase] Absolutas

Personagens:
• Eu
• Simão, 7 anos
• O cão Spike, 3 meses

Cenário:
Procuro o Simão pela casa toda. Chamo, espreito, vasculho cada divisão, debalde grito o seu nome.
A intuição guia-me até ao jardim. De dentro da casota do cachorro, ouço sons de consolo, palavras meigas, ditos elogiosos. Espreito e vejo o pequeno labrador deitado e o Simão ao seu lado, entre ossos roídos e brinquedos lambuzados de baba canina, acariciando-lhe ternamente o pêlo azeviche aveludado, gabando-lhe as qualidades de carácter, de comportamento e de beleza.
Indignada, repreendo:

Acção:
– Sai já daí! Que porcaria, vais ficar todo sujo e a cheirar a cão! O que estás aí a fazer?!
Ele responde-me enobrecido, com a grandeza de quem fala as verdades absolutas:
– Estou em casa do meu melhor amigo!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:19
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 12 de Abril de 2008

N Criativo: um blog sobre as Indústrias Criativas

Imagem retirada daqui

As Indústrias Criativas têm a criatividade como condição nuclear para o negócio. São actividades com origem na inovação, nas competências e no talento individual e que têm potencial para a criação de trabalho e riqueza através da valorização da propriedade intelectual. As Indústrias Criativas abrangem sectores que vão desde a arquitectura às tecnologias da informação, design, vídeo, fotografia, moda, artesanato, música, artes cénicas, edição, televisão, cinema e produção de conteúdos, entre outros.

A Fundação de Serralves, em parceria com a Junta Metropolitana do Porto, a Casa da Música e a Porto Vivo, Sociedade de Reabilitação Urbana da Baixa Portuense, estão a promover a realização de um estudo macroeconómico denominado “Desenvolvimento de um cluster de Indústrias Criativas na Região do Norte”.
O objectivo deste estudo é a avaliação do impacto destas actividades na região, conhecer a sua evolução e o papel que desempenham e poderão vir a desempenhar na economia e na sociedade.
O estudo está a ser desenvolvido por um consórcio constituído pelas empresas Tom Fleming Creative Consultancy, Horwath Parsus, Opium e Gestluz Consultores.

O N Criativo é o blog deste estudo em que eu própria estou também envolvida. Visitem-no, dêem opiniões, complementem-no enviando informações sobre o tema, partilhem connosco o vosso conhecimento, divulguem-no. Nós agradecemos.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Sofia Bragança Buchholz

Era uma vez...

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds