Quarta-feira, 29 de Novembro de 2006

Gostar

Ela gostava do seu carro potente, dos seus fatos Armani, do cheiro requintado, do seu after shave.
Gostava de cada fio dos seus cabelos, das suas mãos, da sua pele áspera, a denunciar-lhe a (matur)idade.
Gostava dos seus lábios, dos seus olhos, do toque dos seus dedos.
Gostava dos seus beijos, do seu sexo, da sua protecção.
Gostava do seu poder e dos seus conhecimentos; do seu sucesso e do que o seu dinheiro podia comprar.
Gostava da sua integridade, da sua frieza, do seu sangue frio. Da sua presença, do seu charme, do seu estilo.
Gostava das suas canetas, dos seus relógios, das armações dos seus óculos.
Gostava dos seus motoristas, dos seus assessores, [dos idiotas] dos seus conselheiros.
Gostava dos seus vírus, das suas bactérias, dos seus fungos, dos seus vermes.
Gostava dos seus filhos, do seu cão, dos peixes do seu aquário e… [porra!]... ironia das ironias, gostava, até, da sua mulher!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 23:51
link do post | comentar | favorito

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Na foto: Karolina Kurkova; Gisele Bündchen, Adriana Lima
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:21
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Novembro de 2006

Simão, o Arquitecto Espiritual

Personagens:
• Simão, 6 anos
• Mãe do Simão
• Eu (como narrador)

Acção:
Esta semana, o Simão chegou a casa a dizer que gostaria muuuuito de frequentar aulas de maqueta.
Admirada, a minha irmã questionou-o se tinha estado no atelier dos avós (ambos os avós maternos, bem como o tio e o primo mais velho são arquitectos) e se tinha visto, por lá, alguma maquete que lhe tenha despertado o interesse. Perplexo, ele respondeu:
− Não, mãe! O que eu quero é saber sobre a vida de Jesus! Não achas que é importante saber sobre a vida de Jesus?!!
Ao que a minha irmã, retorquiu, aliviada:
− Ah! Aulas de catequese!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 15:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 27 de Novembro de 2006

Estado em que se encontra este blog...™

Foto: REUTERS/ Petar Kujundzic


JOVANOTTI - Piove
... e o país.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 20:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 26 de Novembro de 2006

O Vício do Amor

Deixem-me chorar, morrer, arrefecer na pedra gelada do chão. Quero sentir ainda mais fria a minha dor. O Meu Amor morreu e nada mais faz sentido.
Deixem-me ter pena de mim; descer, infeliz, ao fundo do poço; bater-lhe, miseravelmente, na base; acreditar, cegamente, que, no fim do túnel, não existe luz.
Parem de me escrever palavras de esperança, de me alegrar, de me acenar com futuros risonhos, ou mostrar que existem outros caminhos. Não quero saber.
Não quero estar feliz, não quero expressar alegria, não quero cessar este descontentamento.
Sou uma eterna apaixonada: sinto-me bem, sentindo-me mal; sou dependente da paixão.
Estou viciada, sim, no Meu Amor, essa projecção dos meus desejos, esse ideal de relação perfeita.
Será que não entendem que a minha feniletilamina perdeu o controlo sobre a norepinefrina, a serotonina e a dopamina? Que a oxitocina, esse estúpido cúpido, errou no alvo e atingiu as minhas próprias vontades, ligando-me para sempre, ao amor ideal?
Deixem-me, deixem-me, deixem-me! O Meu Amor morreu e com ele, também, parte da minha fé!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 19:24
link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Novembro de 2006

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Na foto: Laetitia Casta
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Novembro de 2006

Do que eu precisava, agora,...

um golinho que fosse:

"E o que era a boa nova? Esta: todo jovem escritor que provasse da fruta da Árvore das Ficções (ou do coquetel por Joyce preparado) receberia, na hora, a faca e o queijo, o serrote, o alicate, o martelo e a bigorna, a régua e o compasso, o esquadro, o prumo, a lupa, a linha e a agulha, os vidrinhos de tempero, isto é, os cheiros e as pimentas, a manha, o engenho, a catapulta, o estilingue, a enxada e a foice, ou seja, tudo aquilo que (conforme os mais doutos manuais) um escritor, nos recônditos de sua oficina, precisa diariamente usar para dar forma aos seus delírios e às suas fantasias, tudo com a destreza de um gato, a impetuosidade de um tigre, as manganilhas de um jogador de pôquer." [Texto de:
Paulinho Assunção]
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Estado em que se encontra este blog™

© Foto: Ruven Afanador
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 01:21
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006

Simão, o Dramático

Quando dou de comer aos patos do Parque da Cidade, uma das minhas predilecções − sim, porque na vida nada é de graça, tudo tem o seu preço ou esforço − é fazê-los esticarem-se, darem balanço, e saltarem para apanharem o pedacinho de pão que seguro apenas a alguns centímetros das suas cabeças, vendo-os invariavelmente após este acto, abanar o rabinho de um lado para o outro, como que para restabelecerem o seu equilíbrio terreno. Outras vezes, divirto-me a fazê-los apanharem no bico, à primeira, como cãezinhos amestrados, o pão que lhes atiro com pontaria, congratulando-os com um entusiasta “Boa!”, sempre que o conseguem fazer.
Desconhecendo esta minha faceta, o Simão, ficou fascinado, um destes dia, intitulando-me: a treinadora de patos.
Querendo imitar-me, resolveu tentar a sua sorte com um jovem cisne cinzento, fazendo-o focar-se no pão que os seus pequenos dedos da mão esquerda seguravam. Acontece que os cisnes, mesmo os jovens, são altos, e ainda mais altos, quando comparados com um miúdo de seis anos. Além disso, são um pouco pitosgas, o que penso dever-se ao seu sistema de visão (*), cuja focagem, imagino, deva consistir na fixação do ponto, alternativamente, com o olho esquerdo e direito, falhando muitas das vezes o alvo. Estes dois ingredientes, acrescidos do atrevimento do animal foram o suficiente para ter sido demasiado longa a investida do bicho e saírem lesados os tenros dedos do Simão.
O susto do miúdo (apesar de o tentar acalmar, garantindo-lhe que os cisnes não têm dentes e que tinha sido apenas a pressão do bico) valeu-me uma escandaleira, em que em altos berros, agarrado à mão, gritava, indicando os animais: − SÃO CARNÍVOROS! ESTES CISNES SÃO CARNÍVOROS! ARRANCARAM-ME A MÃO!!


(*) Pesquisei sobre este tema na net, mas não encontrei nada
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 15:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

Diz-me, [Meu Amor]...

Que não há nenhuma outra mulher no mundo...


Anúncio da Victoria´s Secret

... like ME!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:10
link do post | comentar | favorito

O Perdão

Ah!, maldito coração, este, o meu − de Mulher − que se enternece com o canto, aparente, do rouxinol; que se comove com o gemer, ilusório, dos violinos; que se derrete com os beijos pérfidos, do Seu Amor!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Novembro de 2006

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Na foto: Claire Danes e Leonardo Dicrapio

...
If love be blind, love cannot hit the mark.
...


In "Romeo and Juliet", de William Shakespeare; </span>Acto II - Cena II
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

Simão, o Economista

Personagens:
• Eu
• Simão, 6 anos

Cenário:
O Simão chega a minha casa para passar o dia comigo. Na mão, trás um brinquedo novo, acabadinho de comprar. Eu gabo-lho:

Eu: − Ena, que giro! Compraste o Zorro e o seu cavalo Tornado?
Simão [orgulhoso]: − Sim.
Eu [lembrando-me de um boneco que vi há uns tempos]: − Viste lá um, com um tubarão?
Simão [entusiasmado]: − Vi. O tubarão tinha moooooontes de dentes!
Eu [reagindo ao seu entusiasmo]: − E, então, não gostaste mais?
Simão [com uma expressão indignada]: − Achas?! Era MEIO tubarão! Eu não ia dar dinheiro por MEIO tubarão!!!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:50
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 18 de Novembro de 2006

Estado em que se encontra este blog™

© Foto: Ruven Afanador
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 17 de Novembro de 2006

Arauto do fim do [Meu] Amor


Stop all the clocks, cut off the telephone,
Prevent the dog from barking with a juicy bone,
Silence the pianos and with muffled drum
Bring out the coffin, let the mourners come.

Let aeroplanes circle moaning overhead
Scribbling on the sky the message He Is Dead.
Put crepe bows round the white necks of public doves,
Let the traffic policemen wear black cotton gloves.

He was my North, my South, my East and West.
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song;
I thought that love would last forever; I was wrong.

The stars are not wanted now: put out every one;
Pack up the moon and dismantle the sun;
Pour away the ocean and sweep up the wood;
For nothing now can ever come to any good.



"Funeral Blues" - Poema de W. H. Auden
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:08
link do post | comentar | favorito

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Sofia Bragança Buchholz

Era uma vez...

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds