Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

A saga continua

Parte I</span>
Parte II</span>
Parte III</span>
Parte IV</span>
...

Deliciosa, a não perder!

* Imagem retirada
daqui
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:14
link do post | comentar | favorito
Sábado, 29 de Julho de 2006

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Karolina Kurkova
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 01:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 28 de Julho de 2006

Excerto de uma conversa entre amigos:


A precisar de uma limpeza

− Vai! Não sejas tonto, vai! Pior do que sofreres por teres vivido é não viveres.
− Eu sei, mas tenho medo de passar por tudo outra vez, não me apetece. Ela foi bem clara: não está interessada.
− Tretas! As mulheres são assim, no início não estão para aí viradas e vocês, “apixonados”, acham-se cheios de certezas. Passado algum tempo − o suficiente para ser considerado por elas um investimento na relação − estão elas caídinhas e vocês saturados. Se fores insistente − mas, nota bem, tens mesmo de ser insistente − daqui a um mês está ela completamente apaixonada e tu, nem aí. Bolas, eu não te devia estar a “ensinar” isto!
− Não sei…
− Ah, podes escrever o que te digo: dou-lhe um mês! Que fique registado em acta!
− (Risos)… Assinas?
− Claro! Vá, pelo seguro, dou-lhe um prazo mais alargado: três meses! Dá cá!
Do outro lado do telefone, ela ensaia, virtualmente, uma assinatura.
− Pronto, já está!
− E como é que eu faço? Não tenho falado com ela…
− Liga-lhe, diz-lhe que lá por ela não estar preparada para um relacionamento não é razão para não serem amigos.
− Epá, mas isso é jogar! Na última conversa disse-lhe exactamente o oposto: que queria ser sincero.
− Palavras, leva-as o vento! O que as pessoas dizem não se escreve. A paixão deixa-as num estado de insanidade temporário. Olha para o meu caso, os homens juram querer fazer-me um filho, ter um filho meu. Dois meses depois nem se lembram.
−…
− Estás-me a ouvir?
−…
− Alôooo, estás aí, meu querido?
−… Ahn? Sim, estou. Estava aqui a apanhar uns casulos de traças e caí da cadeira.
− Tens traças em casa? Eu tenho centopeias. Mais uma razão para ires. Definitivamente, o cenário das nossas vidas está a precisar de uma limpeza.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 12:37
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Como dói...

Ai, Meu Amor, mais do que a tua ausência, dói a certeza da tua inexistência!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:35
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

... e acordar assim

Ana Beatriz Barros
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 13:55
link do post | comentar | favorito

Eu hoje vou deitar-me assim...™

Adriana Lima
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:07
link do post | comentar | favorito

Desejo

Trazia o coração tão cheio, tão cheio de desejo, capaz de explodir, ao suave toque dos seus lábios, num orgástico fogo de artifício de emoções.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Julho de 2006

O Düss nas Férias: Momentos de Glória (I)

© Foto: aqui

 

 

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 21:57
link do post | comentar | favorito

Simão, o Betinho

Personagens:
• Simão, 5 anos
• Tomás, 8 anos

Cenário:
Na sala, o Simão e o Tomás brincam com uma data de dinossauros de plástico.

Acção:
Simão: − O tio Rex vem e destrói isto tudo!
Tomás: − O quem?! Não é Tio Rex, é T-Rex!

Comentário:
Ora aí está, gente fina é outra coisa! Nada como tratar também por tio o Tiranossaurus Rex.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 21:32
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Julho de 2006

Percebes, agora, porque é que eu não me importo de ter asas?

Estella Warren

Vá lá, rapazes, confessem que sentiram a falta das asas!...
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

O que os sábios não sabem

São bonitas as noites no Mediterrâneo. Amenas e húmidas estendem-se num manto azul, límpido, sarapintado de estrelas.
Lunata contou-as, às sardas astrais, uma a uma e deu-lhes, de cor, um nome e uma coordenada. Ouviu com atenção o cantar das cigarras e sorveu deleitada o embalar das ondas. Sentiu com prazer as carícias da brisa e inspirou com vontade o perfume da maresia. Dançou noite dentro, eufórica, e mergulhou, tranquila, nua, nas águas quentes de Verão. Na vontade da partilha, reavivou a cada momento o desejo da presença de Demiurgo.
Dizem, os sábios, que viajar faz esquecer. Os sábios não sabem é nada de Amor.
 
tags:
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

Eu hoje cheguei assim...™

Naomi Campbell

Bronzeadinha, bronzeadinha…
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 20:18
link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Julho de 2006

Nós já voltamos

− Düss?...
− Sim, Eterna Descontente?
− Levas o passaporte? O bilhete de avião? Escova de dentes? Roupa interior suficiente para...?
− Eh lá… não aprendeste a lição com o
tal psicólogo, pá?!

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 15:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Mesmo sem alimentar expectativas

Lunata chorava Demiurgo e Demiurgo surge, assim, do nada, do mesmo nada de que Lunata andava exausta:

217 339 Kms - 7 de Julho de 2005
Excerto do diário de Demiurgo

"Um cão escanzelado olha-me. Nada tenho para que ele possa saciar a fome. No entanto, continua a olhar-me mesmo após eu lhe ter mostrado as palmas das minhas mãos vazias. Amigo não empata amigo... e eu não gosto de alimentar expectativas. Mesmo as expectativas caninas. Por isso, perante uns olhos tão doces quanto suplicantes, esforço-me por mostrar a minha impossibilidade. Resignado, o cão deitou-se à sombra entre uma folhagem verde.
Também a mim me apetecia deitar entre folhas verdes e descansar um pouco.
Dói-me a cabeça. O calor sufoca-me. A brisa escasseia.
O cão levantou-se e foi embora. Agora é a minha vez.

Um beijo.

Demiurgo"


Às vezes, mesmo sem alimentar expectativas, basta fechar os olhos e acreditar que as coisas existem. E aí, sim, tem-se tudo. O mesmo tudo de que Lunata anda exausta…
 
tags:
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 03:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Julho de 2006

Eu hoje vou deitar-me assim...™

Ana Beatriz Barros

Em água com gelo, mas sem rodela de limão!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 20:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ver perfil

seguir perfil

. 9 seguidores

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Sofia Bragança Buchholz

Era uma vez...

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds