Sábado, 31 de Dezembro de 2005

Let`s do it...


2006

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

IMAGENSdoANO 2005


Reuters/ Koen van Weel

Algumas imagens do ano de 2005, para serem vistas - ou revistas -
aqui
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:06
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2005

Paradoxo

Ele tinha tanto, tanto, mas tanto medo de a perder que, com receio de isso algum dia acontecer, casou com outra mulher.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

2006

A Vieira do Mar já revelou como vai ser o meu ano de 2006: vou ser muito criativa, escrever bastante e publicar um novo livro; vou voltar às pistas de dança, como quando era teenager, inscrever-me no Tai Chi e dar umas valentes – e boas – quecas. Vou fartar-me de viajar e crescer, à brava, intelectualmente.

Mas o que eu quero mesmo, mas mesmo, saber é se me vai sair o Euromilhões...
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:05
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005

Tonto

És tonto, Meu Amor. Mil vezes to disse, mil vezes to repito: tonto, tonto, tonto... . A tua crueldade não passa de insegurança e, faz tempo, deixou de doer, para me fazer rir. Um riso baixinho, difícil, tímido mas profundo, que se foi instalando decidido a ficar.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 14:59
link do post | comentar | favorito

[Pensamento Positivo] III

[De olhos fechados, com muita concentração]:

Euromilhões... Euromilhões... Euromilhões
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 13:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 27 de Dezembro de 2005

Segunda Carta do Düss ao Pai Natal

Algures, num local desconhecido, 27 de Dezembro de 2005


Ó meu cabrão, filho da puta,

Vou ser curto e bastante grosso como costumam ser os dos gnomos: não sei, nem quero saber porquê, mas não recebi isto, nem isto, nem isto, nem isto que te pedi na primeira carta.
Também a Eterna Descontente não recebeu o tal cabeçalho de Natal para o template do blog, como este e este, mas, felizmente, já quase não fala no assunto e não me fode, tanto, a paciência.
Como já deves ter percebido, Natal, pá, o gabiru do teu Rudolfo está em boas mãos. [Eh eh eh…] não precisas de te preocupar. Tenho-lhe feito muitas (boas) festas, tantas, pá, que o gajo até geme de prazer e faz jus ao adjectivo de panilas de tão mansinho que está, coitado, que já quase parece um veado, como podes ver na fotografia, em baixo.
Agora, se o tencionas voltar a ver, acho bem que mexas esse cu, seu cabrão explorador de duendes, e que comeces a trabalhar para me arranjar os tais presentes.
Como só estás com cinco renas − ouvi dizer que duas te caíram no Golfo do México, foda-se, pá, não as substituis e as gajas estão velhas como o caraças, é o que dá, seu forreta de merda − tens até Dia de Reis para os trazeres. Caso contrário esquece aqui o bicho do Rudolfo ou, quanto muito, se o voltares a ver já será bicha e, para o ano, em vez do saco, poderás meter-lhe os presentes no cu e carregares o gajo às costas.
Merda por merda, que se lixe, ao menos, assim, a porcaria dos teus presentes terá um cheiro mais verdadeiro!

Abraço

Düss El Dwarf

PS: Ouve lá, tu tens que dar mais atenção à Mãe Natal, pá, a gaja anda carente e uma mulher carente, pá… é fodido! Se precisares de ajuda… eh eh eh… oh oh ooooooh, como dirias tu, meu grande imbecil!

Foto: Tim Zeug

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 16:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Balanço de Natal

O que mais me custou neste Natal, ainda, foi a roupa velha do(s) dia(s) seguinte(s).
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 15:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

O Natal já lá vai...

Que bom, agora já podemos ser maus outra vez!
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 15:19
link do post | comentar | favorito

E assim nasceu o Pai Natal

The Night Before Christmas

'Twas the Night Before Christmas
Or Account of a Visit from St. Nicholas by Major Henry Livingston Jr. (1748-1828) (previously believed to be by Clement Clarke Moore)

'Twas the night before Christmas, when all through the house
Not a creature was stirring, not even a mouse;
The stockings were hung by the chimney with care,
In hopes that St. Nicholas soon would be there;

The children were nestled all snug in their beds,
While visions of sugar-plums danced in their heads;
And mamma in her 'kerchief, and I in my cap,
Had just settled down for a long winter's nap,

When out on the lawn there arose such a clatter,
I sprang from the bed to see what was the matter.
Away to the window I flew like a flash,
Tore open the shutters and threw up the sash.

The moon on the breast of the new-fallen snow
Gave the lustre of mid-day to objects below,
When, what to my wondering eyes should appear,
But a miniature sleigh, and eight tiny reindeer,

With a little old driver, so lively and quick,
I knew in a moment it must be St. Nick.
More rapid than eagles his coursers they came,
And he whistled, and shouted, and called them by name;

"Now, DASHER! now, DANCER! now, PRANCER and VIXEN!
On, COMET! on CUPID! on, DONDER and BLITZEN!
To the top of the porch! to the top of the wall!
Now dash away! dash away! dash away all!"

As dry leaves that before the wild hurricane fly,
When they meet with an obstacle, mount to the sky,
So up to the house-top the coursers they flew,
With the sleigh full of toys, and St. Nicholas too.

And then, in a twinkling, I heard on the roof
The prancing and pawing of each little hoof.
As I drew in my hand, and was turning around,
Down the chimney St. Nicholas came with a bound.

He was dressed all in fur, from his head to his foot,
And his clothes were all tarnished with ashes and soot;
A bundle of toys he had flung on his back,
And he looked like a peddler just opening his pack.

His eyes -- how they twinkled! his dimples how merry!
His cheeks were like roses, his nose like a cherry!
His droll little mouth was drawn up like a bow,
And the beard of his chin was as white as the snow;

The stump of a pipe he held tight in his teeth,
And the smoke it encircled his head like a wreath;
He had a broad face and a little round belly,
That shook, when he laughed like a bowlful of jelly.

He was chubby and plump, a right jolly old elf,
And I laughed when I saw him, in spite of myself;
A wink of his eye and a twist of his head,
Soon gave me to know I had nothing to dread;

He spoke not a word, but went straight to his work,
And filled all the stockings; then turned with a jerk,
And laying his finger aside of his nose,
And giving a nod, up the chimney he rose;

He sprang to his sleigh, to his team gave a whistle,
And away they all flew like the down of a thistle.
But I heard him exclaim, ere he drove out of sight,
"HAPPY CHRISTMAS TO ALL, AND TO ALL A GOOD-NIGHT!"

Ilustração: Thomas Nast

publicado por Sofia Bragança Buchholz às 04:29
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Dezembro de 2005

Para os meninos que leio na blogosfera:

Como houve reclamações face ao estatismo do presente anteriormente oferecido aos meninos, resolvi ter uma conversinha com o Pai Natal e troca-lo por este:

Clicar na imagem

Um Feliz Natal e, para que não haja mal entendidos, no Novo Ano que aí vem, vá, sejam compreensivos.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

[Pensamento Positivo] II

Para a semana vai-me sair o Euromilhões.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 02:42
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2005

Hoje,...

... mandei limpar o céu para ti, Meu Amor.


Reuters
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:32
link do post | comentar | favorito

Estranha coisa

Estranha, esta coisa de estar apaixonado, acordamos com a mesma [inquieta] sensação de quando recebemos um presente.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

[Pensamento Positivo]

Esta semana vai-me sair o Euromilhões.
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 18:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Espelho meu...

Nome: Eterna Descontente
Local: Lua, Mundo da Lua
eternadescontente@gmail.com

O meu alter-ego:
Sofia Bragança Buchholz

© Reservados todos os Direitos de Autor. Todos os textos, excepto quando devidamente assinalados, são da autora e a sua reprodução encontra-se interdita.

Sofia Bragança Buchholz

Era uma vez...

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Fevereiro 2015

Novembro 2014

Abril 2014

Março 2014

Dezembro 2013

Maio 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

pesquisar

subscrever feeds